O FASCÍNIO DAS ARMAS DE BRINQUEDO



Gentes,

Encontrei esse artigo na NET, no ótimo site http://www.brinquedos.faroeste.nom.br/ (isso mesmo, ponto nom, e não ponto com). Ele me remeteu aos 9 anos de idade, quando me lembro bem, saía a rua com a minha reluzente pistola em seu coldre branquinho com o Mickey Mouse! Tempos distantes... mas muito bons... meu briquedo preferido, e que eu já não via por aí há muuuuito tempo. Lembro que a última vez que vi um desses, já faz uns 30 anos. Esse artigo me explicou o que aconteceu, e depois de lê-lo, me deu uma vontade grande de re-sentir a emoção de empunhar um brinquedo desses de novo, e por que não? Propiciar essa mesma sensação a um diligente esquilo. Esbarrei em dois problemas: 1 - Simplesmente não se encontra uma dessas fácil para comprar. 2 - Quando se encontra, querem 400 pilas!!!! Pois bem, estou especialista em garimpar, e acabei achando o objeto do desejo (a um preço ainda caro, mas possível). Ele será um dos itens para o trimestre JUL/AGO/SET, e poderei bincar com ele um pouquinho nestes meses que antecedem eh eh eh eh.

Espero que os Esquilos (tanto os que já ralam quanto os que querem ralar) disputem essa peça como o "brinquedo épico de sua infância".

O Fascínio das Armas de Brinquedo
O brinquedo “preferido” do site é o velho Forte Apache. No entanto, os artigos sobre os quais recebo mais e mails são aqueles sobre armas de brinquedo. Agora que os artigos possuem espaço para comentários, é possível verificar várias inserções de “quero comprar”. São leitores que desejam ter uma arma de brinquedo, e que confundem o site com loja virtual. Infelizmente, não possuímos armas para vender.
Refletindo sobre meus anos de infância e adolescência, recordo, de fato, que nem todos os meus amigos brincavam de Forte Apache. Mas todos, sem exceção, possuíam armas de espoleta. Foi um brinquedo marcante.
Brinquedo, aliás, muito mais antigo que o próprio Forte Apache, tanto no Brasil quanto no mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, o Fort Apache só aparece no catálogo de Natal da Sears a partir de 1953, ao passo que as armas de brinquedo já estavam lá antes disso. E Com uma infinidade de modelos. No Brasil o Forte Apache chegou em 1964, mas as armas de espoleta já existiam desde os anos 50.
Em algum momento um grupo de gente mal amada resolveu estragar o mundo. Pensaram, pensaram, e descobriram a melhor forma de atingir seu objetivo – criando o pensamento politicamente correto. Este fenômeno é mundial, não só brasileiro não. O que ocorre é que em cada país o processo destrutivo, digo, a implantação do pensamento politicamente correto, está num estágio diferente.
O politicamente correto começa por destruir o próprio ser humano, pois delimita as fronteiras do pensamento. A partir dali só é permitido pensar dentro das fronteiras permitidas pelo politicamente correto, anulando uma das nossas maiores ferramentas evolutivas que foi a liberdade de pensamento. Por exemplo, não é permitido pensar fora do contexto “índio bonzinho X conquistador branco malvado”, ou “pobre bonzinho X rico malvado”, assim como não é permitido pensar que o bandido muitas vezes é bandido porque trás a maldade dentro de si. Os bandidos são sempre “vítimas do sistema”.
Pensando assim, um dia este pessoal do politicamente correto resolveu voltar suas baterias contra as armas de brinquedo. “Que coisa horrível”, diziam, “estão contribuindo para formar um bandido no futuro”. E conseguiram, depois de alguns anos, banir as armas de brinquedo do Brasil.
Em anos seguintes bandidos foram pegos assaltando pessoas com armas de brinquedo, e surgiu aí mais um argumento para o seu banimento.
Tiveram sucesso com seus argumentos falaciosos.
Já faz muitos anos que a fabricação e o comércio de armas de espoleta foram proibidos no Brasil. Alguém ouviu falar em redução do número de assaltos desde então? E redução da violência em geral, alguém ouviu falar? Moleques de 13 e 14 anos, que nunca viram uma arma de espoleta na vida, matam gente aos montes nas grandes cidades.
Conseguiram, isto sim, tirar o prazer de quem gostava deste tipo de brinquedo, apenas para satisfazer a sua sanha politicamente correta.
Desde quando o fato de uma criança brincar com carro de corrida fará com que, quando adulto, seja um motorista irresponsável? Desde quando o fato de uma criança brincar com jogos fará com que no futuro seja um adulto viciado em cassinos?
Felizmente ainda não tiveram sucesso em todos os países. Nos Estados Unidos e na Europa ainda há fartura de armas de brinquedo. Mas não se iludam ... os “corretistas” estão combatendo lá também, e é possível que um dia tenham sucesso.

Atenção: A segunda imagem corresponde ao brinquedo que eu adquiri!

DiVictor

5 comentários:

Cesar said...

Isso de dizer que algo é "politicamente correto", ou não, é a coisa mais relativa do mundo.
Correto para qual política? A de "direita"? A de "esquerda"? A de "centro"?
Quem usa essa expressão é tão prepotente que considera que a política dele é a única do mundo.
Tsc, tsc, tsc.

Priscila said...

Ah!!! achei umas mais modernas...

http://mecompra.vendder.com

Thomaz Antônio Fernandes said...

nao se onde compra pela interneti

Cairo Werner said...

onde consigo comprar uma dessas preciso para uma festa no dia 02/08

Lames said...

Bom dia. Venderia o brinquedo?

Post a Comment