Tira do dia


Zoo Disney


Tira do dia.


Zoo Disney


Como você é? - Formas


Tira do dia.


Zoo Disney


Zoo Disney


Tira do dia...

Na verdade são 3 tirinhas "agrupadas" na época... mas tá valendo...


Os Cães da Disney - Parte IV

Continuamos nossa viagem pelo universo canino da Disney. Hoje alguns pouco conhecidos e alguns que só apareceram uma única vez, mas em histórias com um charme especial.

Lobo

 Lobo é um pequeno Chihuahua parceiro de aventuras de 00-Zéro. Na verdade ele também é um agente secreto, e odeia quando se esquecem disso... também tem um certo complexo de tamanho, então nunca chame ele de cachorrinho...


Ele apareceu pela primeira vez em 1966 na história “The Missing Hair” (“A Cabeleira Roubada”, publicada aqui na revista Zé Carioca 795), mas foi pouco usado nas histórias estrangeiras (apenas 3 vezes nos EUA e 2 na Dinamarca). No Brasil foi usado em 15 histórias entre 1975 e 1984. O pequeno agente anda esquecido, assim como seu dono “00-Zéro, infelizmente.



Sabujo


O Berloque Gomes (não confunda com o Sir Lock Holmes) ganhou um parceiro canino nas aventuras contra o Mancha Negra nas duas séries de aventuras criadas por Ivan Saidenberg (roteiros) e Moacir Rodrigues Soares (desenhos) nos anos 70 (“A Volta ao Mundo em 8 Manchas” – Edição Extra 55 e “Mancha no Espaço” – Edição Extra 66).


O Sabujo é uma mistura de Dálmata com Basset, bom farejador mas muito atrapalhado (como o dono) e que esteve presente nas 14 histórias das duas “series”. Até onde pude ver, ele se limitou a essas duas séries produzidas no Brasil. O próprio Berloque tem cerca de 70 histórias ao longo dos anos, sendo a última uma holandesa de 2011.


Farinho


O Mancha Negra também sofreu na mão de Olímpio Limpo e seu cão, Farinho. Ambos apareceram apenas uma vez na história “O Agente da Limpeza” publicada aqui na revista Pato Donald 1182, em 1974. O interessante é que a dupla não interage com outros personagens exceto o Mancha e o Cel. Cintra.


Borrão


O Mancha Negra também teve um cão uma vez, numa história brasileira dos anos 80. Borrão aparece numa história de 8 páginas em um roteiro de Julio de Andrade e desenhos de Irineu Soares Rodrigues. "Quem é o Morcego Vermelho" foi publicada pela primeira vez na revista Pato Donald 1388, de 1978. Ele se mostrou meio sem jeito para o crime, mas acabou descobrindo a identidade secreta do Morcego Vermelho. Uma pena que não tenha mais sido aproveitado.



Outros "One Shot" - Com uma só aparição....


Mac Drog



Mac Drog, o fiel Buldogue do primo do Tio Patinhas, Harpagão Mac Shato, também só apareceu uma única vez na história “Cachorro e Cachorradas”, publicada na revista Mickey 240 (tanto ele quanto o dono) Ele tem uma característica interessante, impede que o dono gaste dinheiro (a menos que seja pra comprar comida, pelo jeito). Adivinhem se o Tio Patinhas não adorou a ideia.



Tim-Rim-Rim


Outro que só apareceu uma vez, para ajudar o Pena-Kid, foi o Tim-Rim-Rim, na história “O Ladrão Misterioso”, publicada na revista Edição Extra 78, de 1977. Com esse nome, bem que ele merecia ter aparecido outras vezes...


Os cães da Margarida....

Tupã


A Margarida resolveu ter um cãozinho para mostrar para as amigas e pediu ao Donald para conseguir um para ela. O resultado foi o gigante Tupã. Ele só apareceu na história “Uma Mascote, Por Favor”, na revista Pato Donald 1392, de 1978, mas valeu a pena, pois a história é hilária.

Fifi


A Margarida deve ter se traumatizado com o cachorro gigante (Tupã) e arrumou a Fifi, uma pequena poodle mais adequada a uma garota. Pena que ela foi deixar justamente para o desmiolado do Peninha cuidar. Quase perdeu a cachorrinha. Foi salva pelo Donald, de novo. Ah, a história é “Hotel Bom pra Cachorro”, publicada na revista Pato Donald 1490, em 1980.

Bolinha


A insegurança também chegou a Patópolis e a Margarida resolveu arrumar um cão de guarda. O Bolinha cumpriu bem esse papel, entre outros. “Margarida, a Bela Protegida”, publicado na revista Pato Donald 1736, de 1985, é outra hilariante história brasileira com o tema.

Lulu


A Margarida não se decide. O cachorro da vez é o Lulu. E, claro, o Donald se mete na maior confusão por causa dele, na história “Vida de cão”, que foi publicada na revista Pato Donald 2079, de 1996.


Mas não bastam os cães da Margarida...

Egberto


A Margarida deveria tomar conta do cachorro da amiga, mas precisava fazer umas comprinhas. Sobrou para o Donald cuidar do Egberto. A história “Apuros de uma ama-seca” foi publicada aqui na revista Pato Donald 672, de 1964.




Chucrutes


A Adelaide, outra amiga da Margarida, também resolveu deixar seu cãozinho, Chucrutes, com o Donald... Coitado, ainda bem que os meninos o ajudaram. A história “Babás de cachorro” foi publicada aqui na revista Zé Carioca 1187, de 1974





Tuti



O Tuti é da D. Juju, mais uma amiga da Margarida. É claro que o coitado do Donald é que teve que cuidar do cão, mas os meninos pensaram que o cachorro era presente para eles... Daí é confusão certa. A história “Presente de Grego” foi publicada aqui na revista Pato Donald 1506, de 1980.





Tuti 2

Mas eis que a D. Marcia, outra amiga da Margarida, também tem uma cachorrinha chamada Tuti, e adivinhem quem teve que tomar conta dela? Pois é... “Um bálsamo” foi publicada na revista Pato Donald 1896, de 1990. 
Faltou criatividade ou foi uma homenagem? Enfim...


Nas capas de sua revista (1ª edição) a Margarida aparece com alguns cãezinhos, mas nenhum está nominalmente cadastrado no Inducks nem relacionados a histórias da patinha..




Por enquanto chega de cachorrada, semana que vem tem mais...