Felizes para sempre... (será?)


A edição #33 da nova série Almanaque do Pato Donald finalmente republicou uma das histórias mais emblemáticas do personagem. Publicada originalmente na fantástica Série Ouro Disney #1, em Julho de 1987, a história narra o fatídico casamento de um dos casais mais famosos da Disney, Donald finalmente pede a mão de Margarida e eles partem para o Felizes para Sempre...

Neste caso tratava-se apenas de um sonho do Donald (situação recorrente nas histórias da Série Ouro). Mas não era para ser bem assim...  Quem já participou de alguma das palestras com o Mestre Julio Andrade já deve ter ouvido sobre os bastidores dessa história, o que, por si só já daria outra história tão boa quando esta, hehehe. Resumidamente, era para ser uma história paralela ao universo Disney tradicional, mas foi vetada pela matriz americana, e acabou virando só um sonho.
 

Mas esse matrimônio já esteve prestes a ocorrer em outras vezes em situações “reais”, claro que nunca se concretizando por um motivo ou outro:

Na história “Pretendentes pretensiosos”, de 1982, também nacional (mas sem os créditos de roteiro no INDUCKS, apenas os desenhos de  Euclides K. Miyaura estão creditados), quem fez oficialmente a proposta não foi o Donald, mas sim o Gastão.
     


 Mais recente, de 2011, a excelente história “Eram duas vezes...”, da Dinamarquesa Maya Åstrup, também brinca com situações paralelas, aqui mais diretamente, quebrando a história em duas situações que divergiram de um acontecimento e levou a duas “linhas de tempo” diferentes mostradas lado a lado conforme avançam.


  
Existe outra história, menos conhecida, onde o Donald faz o pedido, mas... bem, pra aquecer para a gincana, alguém sabe qual é essa história?


Não é segredo que não sou fã da Margarida, por sua eterna indecisão quanto ao Donald e ao Gastão.  Prefiro a versão do nosso amigo Daniel Alencar em seu fantástico “Nova Patópolis”  ou a paixão impossível com a Rainha Regina.  Mas, independentemente disso, o tema sempre rende boas risadas, mesmo tratando-se de um assunto bastante “espinhoso” para histórias infantis...

E a Editora Abril bem que poderia ter colocado todas essas histórias nesse almanaque... Ficaria bem legal.

ah, esta tira mostra bem como o Donald leva jeito com o assunto...

*conselheiro matrimonial

Temos outros personagens com problemas com o tema, mas isso é história para outro dia, outro post...


Por Claudio Jurischka

1 comentários:

Alphs said...

Excelente post, Juris!! =D Preciso conferir esse almanaque. Agora a Kinha vai querer que vc fale sobre "O Casamento do Tio Patinhas", do Massimo de Vita. Uma das favoritas dela! heheheh

Post a Comment